Sobre acessibilidade

Serviços

Notícias Mais Notícias

29/03/2018 - 10:15

 

Contadores, gestores públicos, administradores, empresários e estudantes passaram pelo auditório do Senai, em Marabá, na tarde noite de quinta-feira, 28, para obter informações e tirar dúvidas sobre as ferramentas que estão desburocratizando os processos de abertura, alteração e baixa de empresas  em todo o Pará. A oportunidade surgiu com a realização do III Seminário Intermunicipal da Redesim, a Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas, que a Junta Comercial do Estado do Pará (Jucepa) vem promovendo no interior do Estado como forma de efetivar a implantação da Redesim nos municípios e impulsionar a utilização de ferramentas como a e-Jucepa, versão que disponibiliza de forma totalmente online os serviços da Junta Comercial. Confira aqui a galeria de imagens do evento. 

“Ano passado a Jucepa conseguiu fazer com que todos os municípios paraenses assinassem o convênio para implantação dos sistema Integrador Pará/Redesim, agora estamos trabalhando para efetivar a implantação dessa ferramenta. Para isso é preciso que todos os envolvidos no processo, desde o registro até a legalização de uma empresa, conheçam e entendam seu funcionamento”, explicou o gerente de projetos da Jucepa, Aiua Reis, um dos palestrantes do seminário e responsável também por capacitações como a palestra “Jucepa Digital: Facilitando seu Registro” e o curso “Integrador Pará”, voltado para as prefeituras, ambos ofertados gratuitamente pela Junta Comercial como forma de incentivar o uso das ferramentas e tornar mais célere os processos de abertura, alteração e baixa de empresas no Pará. 

Além da Jucepa, órgãos como o Corpo de Bombeiros Militar, um dos responsáveis pela legalização, e a Prefeitura de Marabá, que concede entre outras coisas o alvará de funcionamento aos empreendimentos, também participaram do evento, que contou ainda com a participação da Secretaria de Estado de Desenvolvimento, Mineração e Energia (Sedeme), Companhia de Desenvolvimento do Pará (Codec), Conselho Regional de Contabilidade (CRC), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Receita Federal e Tribunal de Contas do Estado (TCE).