Sobre acessibilidade

Serviços

Notícias Mais Notícias

26/02/2018 - 10:00

fotos: ASCOM/JUCEPA

A Junta Comercial do Pará levou até Moju, na região nordeste do Estado, a discussão sobre a implantação, utilização e benefícios da Rede Nacional para Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim). Desde a adesão dos 144 municípios paraenses à Rede, no final do ano passado, a Jucepa trabalha para a efetiva implantação do sistema que desburocratiza a abertura, alteração e baixa de empresas no Brasil. 

“Para os empreendedores, para os profissionais que atuam no registro mercantil e para a arrecadação pública municipal a implantação e o funcionamento da Redesim representa uma série de benefícios”, explicou a presidente da Jucepa, Cilene Sabino, durante a realização do II Seminário Intermunicipal da Redesim, em Moju, na última semana. O evento, que já havia ocorrido em Parauapebas, chegará agora em Marabá, no sudeste paraense, no final de março.

Além da Jucepa, que tem aproveitado o evento também para divulgar a e-Jucepa, serviço que possibilita a abertura, alteração e baixa de empresas de maneira totalmente online, vários outros órgãos e instituições ligadas ao registro mercantil e ao empreendedorismo participam do evento. Nesta edição, por exemplo, o seminário contou com a participação da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec), que falou sobre apoio a novos negócios, o Conselho Regional de Contabilidade (CRC/PA), que abordou a importância desse profissional nos processos de registro mercantil, além de Corpo de Bombeiros Militar do Pará, Tribunal de Contas do Estado, OAB/PA, Organização das Cooperativas do Brasil (OCB) e a própria Prefeitura Municipal de Moju, que levou para o público do seminário sua experiência com a Redesim.