Sobre acessibilidade

Serviços

Notícias Mais Notícias

05/05/2022 - 08:30

 

Com o objetivo de debater principalmente ações destinadas à melhoria do ambiente de negócios do país, ocorreu nesta quarta-feira (04), no auditório da Junta Comercial do Estado do Pará (Jucepa), em Belém, a Reunião Ordinária de presidentes das Juntas Comerciais do Brasil, promovida pela Federação Nacional das Juntas Comerciais (Fenaju). O evento contou com a participação presencial de diversos presidentes, vices-presidentes, secretários-gerais e procuradores de Juntas Comerciais.

O encontro teve como objetivo apresentar as demandas e soluções para regulamentar e padronizar o registro empresarial, bem como promover o intercâmbio de experiências e troca de informações, colaborando para promoção, desenvolvimento e aperfeiçoamento das atividades executadas pelas Juntas Comerciais de todo o País.

A presidente da Fenaju, Alzenir Porto, ressaltou a importância do encontro nos debates para melhorar o sistema de registro mercantil. "Com reuniões periódicas, as juntas comerciais conseguiram modernizar o registro mercantil, tornando das sistema célere e atrativo. Nos últimos anos, registramos um crescimento na abertura de empresas e um dos fatores é a melhoria das juntas comerciais de todo o Brasil", afirma Alzenir.

Anfitriã do evento, a presidente da Jucepa, Cilene Sabino apresentou no encontro o projeto o "Jucepa Por Todo o Pará", cujo objetivo é fomentar a economia, através de capacitação sobre o processo de abertura e licenciamento empresarial, fortalecer a Redesim e aumentar a competitividade do estado como um todo. “Projeto como este devem ser divulgados para que as outras juntas possam colocar em prática em seus estados, já que a integração dos municípios é um passo importante para o Estado, pois incentivará a abertura de empresas de forma simples e rápida, e novas vagas de emprego, fortalecendo a economia”, ressalta a presidente da Jucepa, Cilene Sabino. 

Tradutores e Interprete público

O diretor do Departamento Nacional de Registro Empresarial e Integração (Drei), André Santa Cruz, também presente no evento, conversou com os presidentes sobre a Nova Regulamentação da Profissão de Tradutor e Intérprete público que encontra-se em Consulta Pública. 

O Departamento Nacional de Registro Empresarial e Integração (Drei) do ME – em conjunto com profissionais das Juntas Comerciais e com a Federação Nacional de Juntas Comerciais (Fenaju), estão trabalhando na Instrução Normativa desde que o Decreto nº 13.609/1943, que regulamentava a profissão de intérprete e tradutor público, que foi revogado pela Lei nº 14.195, em 26 de agosto de 2021. Esta lei lançou novas regras para a atuação desses profissionais, entre outras atualizações normativas, visando à melhoria do ambiente de negócios no Brasil.

“Essa atualização legislativa contribui com o ambiente de negócios e impacta diretamente no registro público de empresas, pois muitas sociedades estrangeiras que atuam no Brasil necessitam do serviço de tradução”, acrescentou o diretor do Drei, André Santa Cruz.

Além dos atuais tradutores e intérpretes públicos, as novas regras alcançarão diretamente não desejam atuar nessa profissão e todos aqueles que trabalham com a Língua Brasileira de Sinais (Libras)

Fenaju

A Fenaju é o espaço dos dirigentes das juntas comerciais para o debate da modernização e simplificação do registro empresarial no Brasil. Por meio da troca de experiências entre gestores de diferentes estados, a Federação proporciona uma atuação estratégica dos órgãos de registro para incentivar o empreendedorismo. exerceria a profissão.